1

A TMN ainda não percebeu o Twitter

Um cliente liga para o 1696 da TMN e diz:

Cliente: queria saber qual é o melhor plano para acesso à internet através do telemóvel sem carregamentos obrigatórios.

TMN: Zzzzz!! Zzzzz!!

Cliente: estão-me a ouvir?

TMN: Zzzzzz!! Zzzzz!!

Isto não aconteceu com o 1696 mas aconteceu com o Twitter. A TMN tem uma conta do twitter @tmn_pt, mas não responde a estas questões através do Twitter…. Não sei se eles querem propositadamente ignorar este canal de comunicação ou então não perceberam ainda que o Twitter também serve para eles se relacionarem com os clientes e não apenas para fazer publicidade.

twitter_tmn

http://twitter.com/joaomrpereira/statuses/6836740450

O que acham? Acham que a TMN poderia usar o Twitter sem ser apenas para fazer publicidade mas também para responder a questões dos clientes?

0

Para os amantes do Ruby on Rails e não só

Este post é para os amantes de Ruby on Rails e não só. É também para os amantes do desenvolvimento de Software.

Para quem não conhece Ruby on Rails (RoR), RoR é uma framework para desenvolvimento ágil de aplicações Web. Utiliza a linguagem de programação Ruby. Uma framework equivalente, mas em Java, pode ser o  Tapestry 5, por exemplo, que também é uma framework para desenvolvimento ágil de aplicações Web, mas em linguagem Java.

RoR não é a única framework para desenvolvimento de aplicações Web com Ruby e uma das mais activas frameworks “rivais” ao RoR é a Merb.

A novidade aqui, pelo menos para mim, é o anúncio do merge entre Ruby on Rails e Merb no RoR 3.

Fica aqui um vídeo com a  novidade, dada pelo criador do RoR, que não é um anúncio, mas uma aula.

Para quem não liga nada a RoR, pode ver a partir do minuto 45, tem umas excelentes dicas para qualquer pessoa envolvida no desenvolvimento de software. :)

Quero aproveitar também para emendar um pequeno detalhe num dos meus últimos posts. No post ‘O poder do “E” e do ‘Mas’” quero alterar de Programador para Parceiro :) . Vejam o vídeo a partir do minuto 58 para perceber porque é que quero mudar isso :) . Ahh! E vejam também a resposta à primeira pergunta, a partir do minuto 59

Vale a pena ver mesmo quem não quiser saber nada de RoR, mas quiser saber alguma coisa sobre desenvolvimento de Software.

Continue Reading

31

Convites Google Wave

Já tenho uma conta no Google Wave à algum tempo e ainda não ofereci os meus convites todos. Hoje a Google deu-me mais alguns convites e fiquei com 23. Quero dá-los porque ficar com eles não me serve de nada. No entanto, gostaria de dar os convites a quem realmente quiser  usar o Google Wave.

Ainda se notam alguns “bugs” no software, por isso é que ainda é fechado, mas já dá para fazer umas coisas muito interessantes.

Um vídeo em Português sobre o Google Wave.

Na minha opinião é uma ferramenta única para colaboração. Se alguem quiser um convite deixe-me um comentário com uma pequeno texto a descrever para que querem utilizar o Wave.

Boas ondas.

3

Se eles investem 100 Milhões…

Continuando o tema do post anterior sobre redes sociais, hoje vi publicado, no Wall Street Journal, que o Twitter conseguiu um financiamento de 100 Milhões de dólares (cerca de 68 Milhões de Euros) de algumas empresas e fundos de capital de risco.

O Twitter ainda não tem um modelo de negócio e pouco dinheiro está a fazer neste momento, mas com este investimento, o potencial valor do Twitter é enorme.

Será que as empresas também devem preocupar-se em encontrar formas de retirar valor das redes sociais e em especial do Twitter?

1

As redes sociais… O que têm afinal de tão especial?

São muitas as pessoas a despertar para as redes sociais. Alguns donos de negócios procuram saber o que são afinal as redes sociais e como elas os podem ajudar.

3 Milhões USD que a Dell diz ter ganho em 2007 usando o Twitter.

55 Milhões USD foi o que Barack Obama conseguiu para a sua campanha presidencial em 29 dias, com a ajuda das redes sociais.

Acho que o vídeo que se segue fala por si.

“The computer in your cell phone today is a million times cheaper and a thousand times more powerful and about a hundred thousand times smaller [than the one computer at MIT in 1965] and so that’s a billion-fold increase in capability per dollar or per euro that we’ve actually seen in the last 40 years”

“The rate is actually speeding up a little bit so we will see another billion-fold increase in the next 25 years. And another hundred-thousand-fold shrinking. So what used to fit in a building now fits in your pocket, what fits in your pocket now will fit inside a blood cell in 25 years.”

Ray Kurzweilfonte

Vídeo via Pedo Custódio.

0

“Enterprise 2.0″ e a Gestão

Enquanto pesquisava sobre “Enterprise 2.0” e colaboração, no artigo “Enterprise 2.0: The Dawn of Emergent Collaboration“, Andrew P. McAfee identificou duas ameaças a potenciais estratégias “Enterprise 2.0″, entre elas, quero aqui comentar uma:

Intranets today reflect one view point – that of management – and are not platforms for dissent or debate.  After Blogs, wikis and other voice-giving technologies appear, this will change. However, the question remains: will the change be welcomed?”

[...]

These tools reduce management’s ability to exert unilateral control and will be used to express some level of negativity.

Por exemplo, será que o Management está disposto a reportar a toda a organização que o projecto XPTO está atrasado e estão a “cortar” na qualidade para o entregar a tempo?

Antes de utilizar tecnologias “Enterprise 2.0″, como wikis ou blogs, acho que existe um um princípio fundamental que deveria ser seguido pelas pessoas na organização: “Transparência”. Quando existem múltiplos canais, múltiplas plataformas e múltiplos níveis de “reporting” é fácil comunicar progresso “falso” nos projectos. Não acho que este falso reporting seja motivado pela falta de desejo nas pessoas em fazerem um bom trabalho, mas sim por outros factores.

E também, o que me diriam se eu fosse o vosso Management e vos “recomendasse” a utilização de um wiki e depois nunca o utilizasse ou ignorasse o que por lá está escrito?

0

Gripe A e as oportunidades do Teletrabalho

Lembrei-me disto por causa de uma notícia no JN onde se lê:

O teletrabalho pode ser uma solução a adoptar pelas empresas num cenário de agravamento do contágio da Gripe A H1N1, conforme admitiram à agência Lusa a EDP, o BCP ou a Microsoft Portugal.

Isto fez-me pensar na perspectiva das organizações que tomam a decisão de experimentar o teletrabalho. As empresas não vão apenas implementar um plano de prevenção de contágio da Gripe A, mas vão também experimentar uma redução de custos com os seu trabalhadores. Ex: electricidade e espaço.

Por isso, acho que esta é uma oportunidade posta à disposição das empresas que fornecem produtos e serviços em Sistemas de Informação. Os sistemas que permitam uma comunicação eficiente e eficaz, beneficiarão de uma forte procura por parte das empresas que experimentam todas as vantagem do teletrabalho.

Gostava de recomendar às empresas que procuram este tipo de sistemas que considerem serviços grátis e aplicações de Código Aberto (Open Source Software) como alternativa a sistema comerciais.  Existem bons serviços grátis e boas aplicações em código aberto que lhe podem proporcionar um ambiente de teletrabalho muito eficiente.

Um exemplo, poderá considerar a utilização do Skype para efectuar vídeo-conferências sem qualquer custo. O Skype é um serviço gratuito que lhe permite utilizar a Internet para efectuar chamadas de voz e vídeo. Veja um exemplo de utilização do skype:

Para criar um sistema mais interactivo poderá também utilizar o DimDim, por exemplo. O DimDim é uma aplicação de código aberto que lhe permite partilhar, através da Internet, o seu computador com os seus colegas. Veja o vídeo demonstrativo:

Isto é apenas uma pequena amostra do que poderá ter por uma fracção do custo, quando comparado com outra ofertas  comerciais. Existem mesmo boas opções para implementar um sistema eficiente e eficaz de teletrabalho, utilizando apenas aplicações de código aberto e serviços gratuitos.

Fica aqui a oportunidade.

0

Nobody calls their microwave woven a gadget. It’s too useful

In 2012 kindle will generate USD 840 million in profits from sales of USD 3.7 billion with 500 000 units against the 200 000 000 iPods sold . This represents a rough 20% of today’s Amazon profit, according to this month’s Fortune magazine.

Jeff Bezos says that the people using Kindle are not “gadget people” and compares kindle with a microwave oven.

Is this a good deal?