A life comited to learning

Tag: Gestão

Conflito e Colaboração

Dois tweets:

joaomrpereira: estou a criar conflitos 🙂 http://bit.ly/2AvQOU

joaomrpereira:como é que vêem o conflito na colaboração? de que maneira o conflito contribui, positivamente ou negativamente, para a colaboração?

E um artigo sobre Aikido : http://www.urbansim.org/pub/Research/ResearchPapers/Aikido%20and%20Software%20Engineering%20final%20accepted.pdf

Acho que o conflito é um elemento essencial à colaboração, por isso não vale a pena tentar resolver conflitos através de pequenas cedências, poderes, ataques pessoais, ignorando-os ou suavizando-os.

Continue Reading

O “novo papel” dos CIOs???

Decidi recuperar um artigo com quase dois anos que escrevi no meu antigo blog quando vi o artigo no tek.sapo.pt : Estudo desvenda o “novo papel” dos CIOs.

Apenas introduzi uma ou duas alterações ao meu artigo de 21 de Dezembro de 2007 onde já falava no “novo papel” dos CIOs ou directores de informática ou como lhe preferirem chamar.

Mudança, TI e negócio

A mudança está hoje indiscutivelmente associada ao mercado global onde nos encontramos e também estará mais no futuro. Estar na liderança significa estar atento às ameaças e oportunidades que essas mudanças trazem. Aproveitar as oportunidades, combater as ameaças e manter a visão é a fórmula para o sucesso. No entanto, estas mudanças significam alterações na forma como as empresas fazem negócio e inevitavelmente alterações estruturais dentro da empresa.

Inegavelmente, as TI (Tecnologias de Informação hoje são um elemento indissociável ás operações da empresa, por isso as TI terão de acompanhar essas alterações e evoluir de modo a criar ou melhorar as capacidades operacionais necessárias para os objectivos da empresa, cada vez mais mutáveis.

Infelizmente muitas empresas ignoram esta associação e tendem a esquecer as TI por completo, resultando num erro que as levam a não conseguir agarrar as oportunidades e falhar os seus objectivos.

Para lutar neste mercado agressivo é imperativo investir em estratégias de TI iterativas que são ajustadas com frequência suficiente para manterem as capacidades operacionais da empresa de acordo com os objectivos de negócio. Apenas assim será conquistada e perpetuada a liderança.

Infelizmente em Portugal, muitas PME, e mesmo grandes empresas, não tem a mesma visão relativamente ás TI. Conheço casos em que são contratados “responsáveis pela informática” que o único papel é fazer manutenção de sistemas. Um computador avaria, uma impressora que não imprime, um sistema operativo que está lento, etc etc. São estas as tarefas rotineiras e quase desprezáveis dos “responsáveis pela informática“. O problema é que a empresa não consegue perceber que esses “responsáveis pela informática” são, muitas vezes, ignorantes no que diz respeito ao negócio da empresa e que essas pessoas apenas estão a trazer prejuízo à  empresa.

Pergunte ainda hoje ao seu “responsável pela informática” o que deve se feito para atingir o objectivo de negócio X. Pergunte-lhe de que forma ele está a contribuir para a visão da empresa. Peça-lhe para quantificar o retorno do seu ultimo investimento em sistemas de informação.

Pergunte-lhe quais são as estratégias dele para os próximo três meses e de que forma essas estratégias estão alinhadas com os objectivos de negócio. Pergunte-lhe, ainda, que capacidades operacionais são necessárias para a empresa atingir os objectivos, e quais os sistemas de informação estão projectados para conseguir essas capacidades operacionais. Existem tantas perguntas que poucos “responsáveis pela informática” conseguem responder simplesmente porque eles não entendem o negócio e, mais grave, não entendem o papel deles.

Não contrate “responsáveis pela informática“. Devem ser criadas estruturas de gestão dentro da empresa e criar o papel de CIO. Um CIO deve entender o negócio da empresa tão bem como o responsável máximo da empresa. Deve conhecer o panorama do mercado, incluindo concorrência, oportunidades, ameaças, factores geográficos, sociais, económicos e políticos que influenciam o negócio, fornecedores e clientes, etc. etc. Peça-lhe para criar estratégias e executar planos para melhorar as capacidade operacionais e consequentemente ajudar a atingir os objectivos da empresa. Dê-lhe autonomia e condições para colocar a empresa na liderança.

As TI transformam industrias e mercados. Tenha as TI do seu lado e não contra si.

Artigo originalmente publicado em 2 de Dezembro de 2007. Será que o diz o estudo “A Nova Voz do CIO” é novidade para alguém?

Link do meu artigo original: http://old.jpereira.eu/mudanca-ti-e-negocio.html

Continue Reading

Organizar as minhas feeds

Esta deve ser a quarta ou quinta vez que organizo as minhas feeds no Google Reader. Utilizo o Google Reader à bastante tempo e por lá já passaram muitas, muitas feeds. O que sempre me incomodou é como as feeds estavam organizadas.

Acredito que muitas pessoas também organizam as suas feeds como eu tinha as minhas organizadas, por assuntos e interesses. Por exemplo:

  • Project Management
  • Business
  • Software Development
  • Agile
  • Entrepreneurship
  • Etc…

Aquela organização não estava a funcionar comigo. Já me sentia novamente perdido no meio daquelas informação toda e por vezes tudo aquilo deixava de fazer sentido para mim.

Esta última organização está a funcionar melhor e sinto-me bem com ela. É baseada nos papeis que assumo na minha vida. Por exemplo:

  • Entrepreneur
  • Business Analyst
  • Developer
  • Friend
  • Manager
  • Product Manager
  • Project Manager
  • Software Engineer
  • Technology Manager
  • Etc…

Uma simples alteração, mas esta organização permite-me focar aquilo que é importante para cada um dos papeis que assumo na minha vida. Se me quiser informar e desenvolver, em qualquer momento do dia, sobre o meu papel de software developer, então leio apenas a secção “eu sou um developer”.

E vocês como organizam as vossas feeds?

Continue Reading