A life comited to learning

Tag: Modelos de Scoring

Estudos de viabilidade, val, tir, payback e modelos de negócio

Tenho recebido algum tráfego, juntamente com alguns emails, à procura de saber mais sobre o assunto “Como seleccionar um Projecto“. Por isso decidi fazer uma visita a este assunto.

Você está a pensar em iniciar um novo projecto e necessita de um estudo de viabilidade económica. Depois de uma pesquisa na Internet encontrará os meus posts sobre o assunto:

Estes posts contêm informação sobre alguns assuntos a considerar durante o estudo e, além dos links úteis, disponibilizo também um modelo em Excel que pode ser adaptado às suas necessidades.

Download da Versão 4 do Modelo Económico

Mas é claro que toda esta informação se pode tornar confusa logo no primeiro post. É por isso que acho que o assunto dos modelos de negócio é pertinente para os estudos de viabilidade.

Entender o modelo de negócio não é só primeiro passo para um estudo de viabilidade, mas é também a base para o sucesso do negócio. Por isso tenha um modelo de negócio simples para nunca se esquecer dele. 🙂

Oscar Osterwalder utiliza uma ferramenta visual para este processo que chama “business model canvas”.

O “business model canvas” é composto por quatro pontos relacionados com o financiamento e operação do negócio:

  • Actividades Chave – Quais são as principais actividades do negócio?
  • Rede de parceiros – Apoia-se numa rede de parceiros? Quem são?
  • Recursos – Vai sempre necessitara de recursos. Dinheiro, pessoas, matérias primas, etc. Quais são? Quantos?
  • Estrutura de custos – Os recursos não são grátis por isso neles encontra a estrutura de custos do seu negócio. Onde vai gastar o seu dinheiro?

Os quatro pontos anteriores são ligados a mais quatro através da Oferta – O que vai oferecer ao seu mercado? O que propõe aos consumidores?

  • Relação com o cliente – Como estabelece contacto e se relaciona com os seus clientes?
  • Segmento de mercado – O seu negócio destina-se a um nicho de mercado? Qual?
  • Canais de distribuição – Como irá levar os  produtos/serviços até aos seus clientes?
  • Fluxos de entrada em caixa – Quanto dinheiro vai gerar com venda dos seus produtos/serviços?

Estes últimos quatro pontos estão relacionados com o mercado dos seus produtos/serviços.

Fica uma apresentação do “business modelo canvas:

Se não conseguiu encontrar a informação que procurava, pode encontrar os meus contactos no meu perfil do LinkedIn.
Continue Reading

Como seleccionar um projecto?

Como é que se selecciona um Projecto em detrimento de outro? Como se decide investir num Projecto, que afinal de contas é um risco?  Será que se colocar dinheiro numa conta a prazo, sem risco, vai gerar mais rentabilidade? E se tiver uma alternativa de investimento com menor risco mas com a mesma rentabilidade?

É a procura das respostas a estas e outras questões que encoraja o desenvolvimento de capacidades analíticas para selecção de Projectos.

Estas capacidades analíticas avaliam se o Projecto tem um enquadramento estratégico com a empresa. Por exemplo, o resultado do Projecto vai contribuir de que forma para o crescimento da empresa? Que redução nos custos operacionais? Que novos processos vai criar? Que nova eficiência e eficácia vai ser gerada?

Então como decidir investir no Projecto?!

Existem duas categorias de métodos de selecção de Projectos preconizadas pelo PMI®.

Na primeira categoria utilizam-se métodos de análise de benefícios. São uma abordagem comparativa para a selecção de Projectos e avaliam a viabilidade do Projecto numa lente económica, financeira e estratégica. Por exemplo, comparar o Projecto A com o Projecto B à luz dos custos e benefícios económicos.

A outra categoria, no entanto, utiliza uma abordagem mais matemática, com recurso a algoritmos de programação linear, dinâmica, inteira e mutltiobjectivo. Os Modelos de Programação Matemáticos ou de Optimização de Restrições são utilizados para a selecção de Projectos bastante complexos e utilizam métodos encontrados geralmente  na Investigação Operacional.

Métodos de Análise de Benefícios.

Os métodos de selecção de projectos mais utilizados medem os benefícios do projecto através de uma lente económica, financeira e estratégica.

Um dos métodos de análise de benefícios são os modelos de scoring que permitem medir o enquadramento estratégico do projecto. Estes modelos de scoring utilizam uma técnica que pontua os projectos de acordo com um conjunto de critérios definidos pela gestão da empresa. O balanced scorecard é uma ferramenta que deve estar à mão para fazer este tipo de análise.

Outros métodos utilizados dentro desta categoria são os modelos económicos que analisam fluxos de tesouraria descontados, Valor Actual Líquido (VAL), Taxa Interna de Rentabilidade (TIR),  Rácio Benefício/Custo (RBC) Custo/Benefício (RCB, Payback Period e outros indicadores económico-financeiros.

Ambos os métodos desta categoria quando combinados num modelo adequado à empresa oferecem uma visão mais informada sobre o valor dos Projectos.

Nos próximos artigos, neste blog, vou apresentar alguns exemplos práticos de utilização dos modelos de scoring e económicos, mas por agora é importante entender que é fundamental um processo formal de selecção de Projectos, adequado à realidade interna e externa da empresa. Se os Projectos criam mudança, vamos aproveitar as oportunidades e eliminar as ameaças.

Desta série:

Cálculo do VAL

Cálculo da TIR

Cálculo do Rácio Benífico/Custo

Ficam, entretanto, alguns recursos sobre o tema:

Continue Reading